Uma andorinha sozinha...

uma andorinha sozinha não faz verão
Olha para mim, e tem piedade de mim, porque estou solitário e aflito. Salmo 25:16

Você sabe o resto do ditado... não faz verão. E foi este o quadro que encontrei em minha janela esta manhã: uma andorinha sozinha, incapaz de escapar por não entender que o vidro, embora transparente, a faz prisioneira.

Todos os anos estas andorinhas descem do Canadá como imensas nuvens e vêm passar férias em minha cidade. À noite árvores, fios e antenas ficam repletos destes pequenos pássaros e, pela manhã, sua revoada partindo em busca de comida é um espetáculo à parte. Elas voam juntas como se fossem uma.

Esta, porém, está solitária. Perdeu-se, entrou pela janela do quarto e ficou presa. Sozinha. Sem entender como pode estar presa se não há nada entre ela e o céu azul. O vidro é transparente, porém intransponível. A menos que alguém a ajude, não conseguirá escapar da solidão.

Creio que uma das coisas que mais afligem o ser humano hoje é a solidão. Apesar de estarem cercadas de tanta gente e terem acesso a tantos meios de comunicação, nunca as pessoas se sentiram tão solitárias. Por que nos sentimos sós?

Existe uma solidão de Deus em nosso coração. Uma lacuna, um abismo intransponível, um vidro invisível que não nos deixa alcançar o céu azul. A separação não é entre pessoas e pessoas, mas entre o ser humano e seu Criador. Nada pode substituir tal companhia, nada pode satisfazer tanto quanto a intimidade com Deus.

Para o homem que ainda vaga distante de Deus, o primeiro passo é a salvação, a fé nAquele que um dia ficou só numa cruz, sofrendo ali pelos pecados dos injustos. "Na verdade, na verdade vos digo que, se o grão de trigo, caindo na terra, não morrer, fica ele só; mas se morrer, dá muito fruto". João 12:24

Para aquele que já conhece a salvação, a cura para a solidão está na comunhão.

"Se a Tua presença não vai comigo, não nos faças subir deste lugar". Êxodo 33:15

Postagens populares