Hoje so nasceu um sol


Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo homem. 1 Timóteo 2:5

Hoje só um sol nasceu. Magnífico, derramando luz e calor por cima do ombro do horizonte. Sem um sol a vida neste planeta não seria possível. Com dois, a Terra seria um inferno abrasador. Um é bom, dois é demais.

Há anos eu ensinava para adolescentes e minha aula foi interrompida pela pergunta de uma aluna:

- Professor, o que o senhor acha de Nossa Senhora.

Numa classe cem por cento católica, os pais não estavam muito à vontade de um professor não-católico eventualmente falar de Jesus a seus filhos. Logo percebi que a pergunta tinha sido mandada pelo pai ou pela mãe para ver minha reação.

Decidido a nunca bater de frente em questões de fé, ao invés de dar uma opinião desfavorável às crenças dos alunos a respeito de Maria, pedi à menina que escrevesse seu nome numa folha de papel. Ela escreveu.

Depois saí pela sala recolhendo lápis e canetas dos alunos e, indo até a garota, fui colocando os lápis e canetas entre seus dedos, enchendo sua mão. Aí pedi que ela escrevesse novamente seu nome, o que obviamente não conseguiu. Então perguntei:

- De quantas canetas você precisa para escrever?

- Uma.

- As outras ajudam ou atrapalham?

- Atrapalham.

- O mesmo acontece com Jesus. Ele é suficiente e qualquer coisa que você acrescentar não vai ajudar. A Bíblia fala de "um só mediador". Não precisamos de mais de um.


Uma onca na janela


Que aproveita a imagem de escultura, depois que a esculpiu o seu artífice? Ela é máscara e ensina mentira, para que quem a formou confie na sua obra, fazendo ídolos mudos? Ai daquele que diz ao pau: Acorda! e à pedra muda: Desperta! Pode isso ensinar? Eis que está coberta de ouro e de prata, mas dentro dela não há espírito algum. Habacuque 2:18,19

Coloquei uma onça em minha janela. Não uma onça de verdade, mas uma onça de pelúcia para proteger meu lar. Você deve estar me achando louco, não? Preciso explicar.

Por quatro vezes encontrei uma pomba em meu banheiro, e esses encontros não foram nada agradáveis. Geralmente eles ocorreram de madrugada quando fui ao banheiro sonolento, só para levar um susto daqueles com algo voando e se debatendo contra o espelho. Era uma pomba que entrou pela janela e não conseguiu sair.

No espelho ela vê sua imagem e pensa que é uma companheira, daí a confusão. Fazer a pomba passar pela fresta da janela não é tarefa fácil para quem acaba de ser acordado. Sem falar na sujeira que ela deixa no banheiro quando adota o vidro do box como poleiro. Agora, com a onça ali, vamos ver o que acontece.

Minha explicação foi racional, mas um missionário na Índia não conseguia dar uma explicação racional para as pessoas que evangelizava a respeito da inutilidade dos ídolos. O panteão de deuses do hinduísmo é imenso, e o que não falta por lá são imagens que as pessoas acreditam ter algum poder. Não é muito diferente do que acontece no ocidente em algumas religiões cristãs.

Um dia o missionário teve uma idéia. Comprou uma escultura de um grande cachorro e colocou na entrada de sua casa. Aí passou a dizer a todos que aquele cachorro estava ali para guardar a casa dos ladrões.

Obviamente os indianos riram dele, até ele fazer uma analogia com seus ídolos. Se aquele cão de pedra não podia ajudar a guardar sua casa, o que poderiam fazer as imagens e esculturas nas quais aquelas pessoas depositavam sua confiança?

Nem ídolos, nem imagens, nem esculturas e nem mesmo pessoas ou anjos devem ocupar uma posição especial para o cristão. Quando alguém reconheceu no apóstolo Pedro um dos discípulos de Jesus, prostrou-se diante de Pedro, só para levar uma reprimenda:

"Pedro o levantou, dizendo: Levanta-te, que eu também sou homem". Atos dos Apóstolos 10:26

E quando o apóstolo João, em meio à visão que teve em Apocalipse, se prostra diante de um anjo, o que acontece? O anjo também o repreende:

"Olha, não faças tal; porque eu sou conservo teu e de teus irmãos, os profetas, e dos que guardam as palavras deste livro. Adora a Deus". Apocalipse 22:9

Nem imagens, nem santos, nem anjos. E pra que buscar outro quando o próprio Jesus disse "Vinde a mim"?

De costas para o mundo


Mas a nossa cidade está nos céus, de onde também esperamos o Salvador, o Senhor Jesus Cristo Filipenses 3:20

Hoje a foto não é de minha janela, mas da janela da estação espacial internacional, onde esteve o primeiro astronauta muçulmano a viajar para o espaço. Por ser religioso, o malasiano Muszaphar Shukor enfrentou alguma dificuldade para adaptar sua fé ao espaço.

Uma delas foi a obrigação de orar cinco vezes por dia voltado para Meca. Mas, afinal, onde está Meca quando você está no espaço olhando para uma Terra em torno da qual a estação espacial gira 16 vezes por dia?

O profeta Daniel teria tido o mesmo problema, já que também costumava orar voltado para Jerusalém:

"Quando Daniel soube que o edital estava assinado, entrou em sua casa, no seu quarto em cima, onde estavam abertas as janelas que davam para o lado de Jerusalém; e três vezes no dia se punha de joelhos e orava, e dava graças diante do seu Deus, como também antes costumava fazer". Daniel 6:10

O que Daniel fazia estava bem de acordo com a vontade de Deus, pois era em Jerusalém que estava o Templo, era lá o lugar que Deus havia escolhido para serem dirigidas todas as orações e levados todos os sacrifícios de Seu povo.

"E na terra, para onde forem levados em cativeiro... a ti suplicarem... e orarem para o lado da sua terra, que deste a seus pais, e para esta cidade que escolheste, e para esta casa que edifiquei ao teu nome..." 2 Crônicas 6:37,38

Para o cristão não existe um lugar na Terra para onde deva se dirigir em oração, "porque não temos aqui cidade permanente, mas buscamos a futura". (Hebreus 13:14) O Senhor Jesus orava "levantando seus olhos ao céu" (João 17:1) e é para lá que o cristão também dirige suas orações, hoje contando com um Advogado diante de Deus, Jesus.

Ao contrário de qualquer um que dirija suas orações voltado para uma cidade deste mundo, o cristão tem o privilégio de poder orar de costas para o mundo e de frente para o céu, onde Cristo está.

Pica-Pau


Disse-lhes, pois, Jesus: Filhos, tendes alguma coisa de comer? Responderam-lhe: Não. João 21:5

Ontem vi um pica-pau passar por minha janela e pousar no poste do outro lado da rua. Foi tudo muito rápido e não tive tempo de fotografá-lo, por isso vou usar uma montagem para você ter uma idéia de como ele ficou pousado na lateral do poste, naquela sua pose típica, com as garras firmemente presas à rugosidade do concreto.

Logo percebi que ele estava confuso. Olhava aqui, olhava ali, como se estivesse procurando por algum lugar mais mole para bicar. Seu ambiente não é o concreto, e sim a árvore e os insetos que escondem sob sua casca. É deles que o pica-pau se alimenta. Mas aquilo que parecia ser um tronco de árvore, não era. Não havia alimento para ele ali.

A cena me fez lembrar do reencontro do Senhor com Seus discípulos, após a ressurreição. Quando viram que seu Mestre e Senhor havia morrido, eles voltaram a fazer o que sempre fizeram: pescar. Mas o retorno à vida de antes não podia satisfazer sua fome. Até o ato de pescar era infrutífero sem Jesus.

Da margem, o Senhor fala com eles no barco: "Filhos, tendes alguma coisa de comer? Responderam-lhe: Não." Eles ainda não sabiam que era o Senhor, mas de uma coisa tinham certeza: tinham fome.

Assim como o confuso pica-pau agarrado a um poste de concreto, ou os discípulos jogando a rede no lugar errado, às vezes nos iludimos achando que podemos encontrar satisfação plena neste mundo. Engano. O mundo pode até parecer nossa árvore, mas não é. O mar aqui pode até parecer que está para peixe, mas não está. Não há satisfação alguma fora de Cristo ou no mesmo cenário de onde Ele foi expulso.

O rastro do cometa


Conhecei ao SENHOR; porque todos me conhecerão, desde o menor até ao maior deles, diz o SENHOR; porque lhes perdoarei a sua maldade, e nunca mais me lembrarei dos seus pecados. Jeremias 31:34

O jornal anunciou que haveria uma chuva de meteoros na madrugada passada, mas não vi. Então a foto de hoje não é de minha janela, mas uma montagem dos prédios vizinhos sobre uma foto da NASA.

O fenômeno, dizia o jornal, era devido à passagem da Terra pelo rastro deixado pela cauda do Cometa Halley, que esteve por aqui em 1986. Apesar do cometa ter passado há mais de vinte anos, de vez em quando a Terra cruza com seu rastro de poeira e detritos e somos lembrados de que ele esteve aqui. Infelizmente isso acontece também em nossa vida.

Outro dia alguém me disse que queria ter uma pane na memória para esquecer certas passagens de sua vida, e queria também que o mesmo acontecesse com as pessoas que estiveram envolvidas nessa passagem. Algo como passar uma borracha em tudo aquilo que não deixa nossa consciência tranqüila.

Embora Deus não tenha nada de que se arrepender, Ele decidiu passar uma borracha em Sua memória em relação aos pecados daqueles que crêem em Cristo como Salvador. Esses são agora considerados, por Deus, como mortos com Cristo e também ressuscitados com Ele. Se Cristo morreu, os pecados que Ele levou morreram com Ele.

Deus coloca todo aquele que crê em uma nova trajetória, na qual não haverá um reencontro com o rastro de detritos do passado. Essa é a nossa posição, salvos, limpos, perdoados, mas infelizmente ainda não é a nossa condição. Mas um dia a memória daqueles que creram em Cristo ficará como a de Deus: limpa. Como já é todo salvo por Cristo.

Um manto no ceu


E porás as duas pedras nas ombreiras do éfode, por pedras de memória para os filhos de Israel; e Arão levará os seus nomes sobre ambos os seus ombros, para memória diante do Senhor... Assim Arão levará os nomes dos filhos de Israel no peitoral do juízo sobre o seu coração, quando entrar no santuário, para memória diante do SENHOR continuamente. Êxodo 28

O quadro do Pintor mostra um grande manto de nuvens retorcidas pairando sobre o azul do céu e o ouro do sol. Mantos ou capas nos fazem pensar em dignidade e proteção, e não creio que a imagem que Deus quis criar fosse diferente, quando ordenou que Seus sacerdotes israelitas trouxessem um manto.

Além do manto, Arão, sacerdote de Israel, levava sobre os ombros duas pedras com seis nomes das tribos de Israel gravados em cada uma delas. No peito havia um peitoral de ouro, de azul, de púrpura, de carmesim e linho fino torcido, e nele doze pedras: sárdio, topázio, carbúnculo, esmeralda, safira, diamante, jacinto, ágata, ametista, berilo, ônix e jaspe.

Aquelas pedras coloridas, nas quais estava gravado o nome de cada tribo, eram engastadas em ouro e colocadas sobre o fundo azul do peitoral para ficarem "sobre o seu coração". O sacerdote carregava os nomes de Israel nos ombros e sobre o coração.

Hoje Cristo está no céu na função de Sacerdote, intercedendo pelos Seus que ainda permanecem aqui neste mundo. À semelhança do sacerdote do Antigo Testamento, Ele também tem sobre os ombros os nomes do seu povo e, sobre o coração, o nome de cada um, individualmente.

Você já pensou nisso, que Jesus conhece você como um indivíduo, sabe o que você está passando e Seu amor por você é tão especial ao ponto de trazê-lo sobre o Seu coração?

Ao que vencer darei do maná escondido, e lhe darei uma pedra branca, e na pedra um novo nome escrito, o qual ninguém conhece senão aquele que o recebe. Apocalipse 2:17

Meditações Matinais CHARLES H. SPURGEON

Devocionais elaborados para cada dia do ano. Versículos bíblicos acompanhados de texto tem o objetivo de revigorar forças, aprofundando o relacionamento com Deus. Para ser lido antes de iniciar a rotina diária.

A hora da virada


E como os principais dos sacerdotes e os nossos príncipes o entregaram à condenação de morte, e o crucificaram. E nós esperávamos que fosse ele o que remisse Israel; mas agora, sobre tudo isso, é já hoje o terceiro dia desde que essas coisas aconteceram. Lucas 24:20, 21

Às vezes bastam apenas alguns minutos para o quadro em minha janela mudar completamente. O dia começa com um cenário maravilhoso, com os raios solares iluminando as nuvens mais altas, trazendo um prenúncio de bom tempo. De repente tudo muda, em poucos minutos.

Que perspectiva de glória tinham os discípulos do Senhor diante de seus olhos, quando O conheceram, quando viram Seu poder e sua autoridade sobre os elementos. O vento e o mar lhe obedeciam. As enfermidades fugiam dEle. O alimento se multiplicava como num passe de mágica para alimentar multidões.

No breve período de Seu ministério eles também tinham visto Sua rejeição, mas o que era aquilo diante de tamanho poder? O que os homens poderiam fazer com Aquele que tinha vindo para remir, para libertar Israel do jugo de sua escravidão imposta pelo invasor romano.

De repente tudo mudou. Aquele que eles esperavam ver num trono, reinando sobre Israel, estava nu, coroado de espinhos e pregado numa cruz. De Seu lado ferido saía sangue e água. Os elementos, antes sujeitos a Ele, pareciam sucumbir diante de Seu abandono e dor. O sol recusou-se a mostrar sua luz e a terra entrou em convulsão.

A aparente derrota do Cristo era, na verdade, a maior de todas as vitórias. O jugo e a opressão das quais Seus discípulos seriam libertados naquela hora eram muito maiores e mais sérios do que o mero domínio do invasor. Não era César o soberano do qual seriam libertos. Ali, naquela cruz, estava o vencedor do príncipe deste mundo, da antiga serpente, Satanás. O verdadeiro opressor.

"Considerai, pois, aquele que suportou tais contradições dos pecadores contra si mesmo, para que não enfraqueçais, desfalecendo em vossos ânimos". Hebreus 12:3

De dia em dia


"Por isso não desfalecemos; mas, ainda que o nosso homem exterior se corrompa, o interior, contudo, se renova de dia em dia." 2 Coríntios 4:16

Lembro-me de um livro que li, “Bird by bird”, cujo título a autora se inspirou em algo que seu pai disse a seu irmão menor, quando eram crianças. O garoto precisava entrega redação sobre pássaros e, apesar dos livros que tinha sobre a mesa para pesquisar, não conseguia sair da página em branco. Estava desesperado porque o trabalho era para o dia seguinte.

O pai, que era escritor, vendo o problema do filho, aproximou-se e sugeriu:

- Um pássaro de cada vez, filho, escreva sobre um pássaro de cada vez.

Todos os dias o Pintor coloca um novo quadro em minha janela e a pintura é renovada a cada manhã. Um dia de cada vez, de dia em dia, Ele vai mostrando a Sua arte e talento para enfeitar o céu. É no mesmo compasso que Ele cuida de mim, de dia em dia.

Pronto para a partida


Aguardando a bem-aventurada esperança e o aparecimento da glória do grande Deus e nosso Salvador Jesus Cristo. Tito 2:13


Acho que virou mania olhar pela janela para ver qual o quadro que o Pintor coloca ali. Se mantenho os olhos para baixo, vejo a rua, as pessoas, os carros, os fios, os telhados das casas. Essas coisas são praticamente as mesmas todos os dias. Mas se olho para o céu, vejo sempre uma pintura diferente.

Outra mania que tenho é em minhas viagens. Como viajo muito e fico em muitos hotéis diferentes, acabei criando o hábito de sempre manter minhas coisas juntas nos quartos onde fico.

A razão é simples. Se termino meu trabalho próximo da hora da partida e não sobra muito tempo para reunir minhas coisas posso perder meu vôo. Mantendo tudo em um só lugar fica mais fácil de jogar as coisas na mala rapidamente e sair literalmente voando.

Minha vida neste mundo deve ser assim também. Preciso estar sempre pronto para partir, sempre aguardando a vinda de meu Senhor para qualquer momento. Se viver espalhando minha atenção por muitas coisas e lugares, a distração pode fazer com que eu perca de vista o maior acontecimento de minha vida: meu encontro com Cristo, meu Salvador e Senhor.

A pintura do céu me surpreende a cada manhã, mas a perspectiva de olhar para a face de Cristo em um fechar e abrir de olhos é de um valor inigualável.

Reencontro


E, sendo já manhã, Jesus se apresentou na praia, mas os discípulos não conheceram que era Jesus. Disse-lhes, pois, Jesus: Filhos, tendes alguma coisa de comer? Responderam-lhe: Não. João 21

O dia amanhecia, como no quadro do Pintor em minha janela, quando os discípulos de Jesus perceberam que havia alguém na praia. Eles tinham voltado às suas antigas atividades, como se nada significasse terem conhecido o Senhor, andado com Ele, sido por Ele comissionados a pescadores de homens ou presenciado Sua morte e ressurreição.

Como geralmente ocorre quando tentamos levar uma vida longe do Senhor, os discípulos nada tinham para comer. Da praia, apesar da distância que os separava, o Senhor sugere que joguem a rede do lado direito do barco. Do lado certo.

Diante da pesca milagrosa, Pedro reconhece o Senhor e logo todos chegam à praia, onde encontram "brasas, e um peixe posto em cima, e pão".

Quem alguma vez já fez uma fogueira com troncos de árvores sabe que leva algum tempo até conseguir um braseiro. A fogueira que o Senhor fizera não tinha fogo, apenas brasas. Fazia tempo que esperava por eles.

No reencontro o Senhor nada cobra deles, não faz qualquer reprimenda. Apenas sacia sua fome, com o pão e o peixe que já havia preparado, aparentemente adicionando ao braseiro os peixes que eles pescaram com Sua ajuda. Toda provisão vinha dEle somente.

Somos relutantes em buscar um reencontro com o Senhor porque achamos que Ele irá cobrar o tempo que ficamos longe, os erros que cometemos, as coisas que deixamos de fazer. Então passamos a querer 'mostrar serviço', como se o Criador do Universo precisasse de alguma coisa vinda de nós.

Desconfiamos por não entender que Ele nos espera, paciente, com tudo o que precisamos.

Aprisco ou rebanho?


Ainda tenho outras ovelhas que não são deste aprisco; também me convém agregar estas, e elas ouvirão a minha voz, e haverá um rebanho e um Pastor. João 10:16

Tudo o que o homem faz tem muros, cercas e fronteiras. Respeitamos esses limites ou não, identificamos as coisas por estarem dentro ou fora. Reconhecemos as pessoas por pertencerem ou não aos limites impostos por esses muros. É a cerca ou o muro o poder que as mantém ali.

Quando Deus deu ao homem o judaísmo, uma religião de formas, leis e rituais, criou todo um sistema que mantivesse o homem dentro de seus muros e reunido por suas cercas. O Senhor se referia aos israelitas como Suas ovelhas reunidas pelas cercas de um aprisco.

Aprisco é o lugar onde mantemos cabras e ovelhas, também chamado de curral quando usado genericamente para gado. Lembro-me de um aprisco que construí em um sítio que tive e a coisa mais difícil era levar as cabras para dentro dele e mantê-las ali. Era preciso vigiar, ou elas acabavam pulando o portão ou se esgueirando por entre os arames da cerca.

As ovelhas eram mais dóceis e descobri que não precisava enxotá-las para dentro do aprisco quando as queria lá. Bastava caminhar na frente e elas me seguiam mansamente.

O Senhor disse aos seus discípulos judeus que tinha outras ovelhas que não pertenciam ao aprisco ou sistema religioso judaico. Um dia Ele as iria chamar, elas ouviriam Sua voz e O seguiriam. Não haveria mais um aprisco, mas um rebanho, que é a simples reunião das ovelhas em torno de seu Pastor.

Enquanto o aprisco precisa de cercas para reunir as ovelhas, o rebanho precisa apenas de um pastor que as atraia e a quem elas sigam. No primeiro caso elas permanecem onde estão pelos limites impostos. No segundo, são atraídas como a um imã, sem necessitar de cercas ou muros. No primeiro, é a cerca ao redor que as reúne. No segundo, é o pastor no centro que as atrai.

O que mantém você onde está, a religião ou o Pastor? Onde está você, no aprisco ou no rebanho?
...aí estou eu no meio deles. Mateus 18:20

Dia a Dia
CHARLES R. SWINDOLL
Buscar a Deus diariamente é uma tarefa que exige muita disciplina, especialmente diante da correria que a vida moderna nos impõe. Dia a dia é um devocional diferenciado, que procura ir além da reflexão estritamente espiritual, oferecendo também uma palavra de motivação para encararmos a jornada de trabalho, afazeres domésticos e criação de filhos. Outro diferencial deste livro é seu autor, profundo conhecedor da palavra, Swindoll nos leva a um nível de espiritualidade cada vez mais profundo.
Dia a dia é um convite para uma jornada de crescimento espiritual que pode começar a qualquer momento durante o ano. Uma maneira cativante de aproximar-se cada vez mais do coração de Deus, através de breves encontros com ele. São 365 mensagens diárias elaboradas por Charles Swindoll, comunicador magistral, cujas histórias cativantes ajudaram milhões de pessoas a encontrar e construir relacionamentos significativos com Deus. Dia a dia oferece justamente o que você precisa para abrir o coração para o amor e direção de Deus.

Elefantes que voam


Lança o teu fardo sobre o Senhor, e Ele te susterá; nunca permitirá que o justo seja abalado. Salmos 55:22

O Pintor fez passar uma manada de elefantes no quadro na janela do avião no qual eu viajava. Sim, veja lá quantos deles! Não, eu não estou falando da brincadeira de olhar para as nuvens e encontrar nelas formas parecidas com animais ou pessoas. Estou falando de toneladas.

Cada elefante pesa cerca de 6 toneladas e seria impossível um deles voar, por mais que batesse suas enormes orelhas como se fossem asas. É claro que o homem conseguiria colocar alguns elefantes no ar dentro de um grande avião, mas não a quantidade que vejo no quadro em minha janela. Ali há centenas deles. Quer ver?

Uma nuvem não muito grande chega a pesar 550 toneladas. Estamos falando de um peso de água equivalente a 90 elefantes voando em uma nuvem pequena. E nas grandes, quantos elefantes há?

Numa nuvem de tempestade você encontraria o equivalente a 200 mil elefantes, bem ali, pairando sobre sua cabeça. Quer saber quantos elefantes voam em um furacão? Quarenta milhões. Sabe o que isso significa? Que a nuvem que forma um furacão pesa muito mais que todos os elefantes do planeta.

Agora, quantos elefantes você está sentindo sobre os seus ombros hoje? Das nuvens, provavelmente nenhum, mas há outros fardos que carregamos e nenhum cristão escapa deles. Alguns são peso-pena, mas outros equivalem ao peso de muitos elefantes.

Você não pode evitar que uma nuvem enorme fique pairando sobre sua cabeça, mas o Senhor pode fazer com que ela não o esmague. Aquele que tem poder para fazer toneladas de água flutuarem no ar também é capaz de carregar nossos fardos.

Se não fossem as nuvens e as toneladas de água que pairam sobre nosso planeta não haveria vida na Terra. Cedo ou tarde, aquelas toneladas de água, que flutuam como manadas de elefantes, acabam se transformando em vida e abundância para nossa vida. Então o peso se transforma em bênção.

Ele é que cobre o céu de nuvens, que prepara a chuva para a terra, e que faz produzir erva sobre os montes; Salmos 147:8


Devocional: uma Vida com Propósitos
RICK WARREN

Passagens bíblicas e reflexões para 40 dias com propósitos. Deus deseja intensamente que você descubra a vida que ele criou para você aqui, na terra, e, para sempre, na eternidade! Este livro nos leva a refletir sobre nossa relação com Deus, com nós mesmos e com o nosso próximo. Uma vida com propósitos, devocional que impacta pelo poder da Palavra.

Relampago


Porque, como o relâmpago ilumina desde uma extremidade inferior do céu até à outra extremidade, assim será também o Filho do homem no seu dia. Lucas 17:24

Uma das mais fantásticas forças da natureza estava no quadro que o Pintor deixou em minha janela ontem à noite. Naquele momento e lugar, 100 milhões de volts aqueceram o ar a 40 mil graus centígrados. Eu não gostaria de estar ali.

Não é por menos que a Bíblia usa a figura do relâmpago para anunciar a próxima vinda de Cristo. Será algo inconfundível e que ninguém poderá barrar. Ele não virá como aquele Homem humilde que esteve aqui há dois mil anos para morrer numa cruz em nosso lugar. Ele voltará para julgar e reinar.

Mas antes da Sua volta como um relâmpago que ilumina todo o céu, Ele virá secretamente, como foi secreta a Sua partida deste mundo, a qual apenas os Seus discípulos puderam presenciar.

Nenhum incrédulo viu quando Jesus subiu ao céu, depois de ter ressuscitado. Nenhum incrédulo verá quando Ele vier nos ares para buscar a Sua igreja, o corpo de todos os que foram salvos por Ele. Virá como o noivo amoroso para buscar Sua noiva, a igreja.

Mais tarde Ele voltará, aí então como o raio que risca o céu e não pode ser barrado. Como você espera encontrá-Lo?

Porque, se cremos que Jesus morreu e ressuscitou, assim também aos que em Jesus dormem, Deus os tornará a trazer com ele. Dizemo-vos, pois, isto, pela palavra do Senhor: que nós, os que ficarmos vivos para a vinda do Senhor, não precederemos os que dormem. Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro. Depois nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor. Portanto, consolai-vos uns aos outros com estas palavras. 1 Tessalonicenses 4:14-18

O fim da viagem


Não me chameis Noêmi; chamai-me Mara, porque o Todo-Poderoso me encheu de amargura. Rute 1:20

O fio de prata que brilha na luz do sol nascente é a condensação causada por um avião. De onde vem? Para onde vai? Não faço idéia. Tampouco seria capaz de adivinhar se as pessoas que viajam ali terão um final feliz em sua viagem. Não dá para saber.

Noêmi se antecipou e errou. Depois de ter saído de sua terra, Belém, cujo nome significa "casa do pão", viajou com sua família à terra de Moabe, longe do lugar onde Deus havia prometido sustento.

As circunstâncias da época fizeram com que pensassem que encontrariam sustento fora do lugar que Deus havia preparado para eles. Não encontraram. Noêmi voltou sem o marido e os filhos, que morreram no exterior, e trouxe suas duas noras, uma das quais decide permanecer com ela e adorar ao Deus verdadeiro. Seu nome era Rute.

Na volta Noêmi pede que a chamem de Mara, que significa "amarga" ou "amargurada", porque achou que Deus a tinha tornado assim. Foi precipitada em suas conclusões. A viagem ainda não tinha terminado.

Você já assistiu um daqueles filmes em que o mocinho apanha o filme inteiro, para sair vitorioso só no final? Qualquer conclusão precipitada antes de ver o final teria sido errada. Assim é sua viagem aqui. Não tire conclusões antes de conhecer o final da história.

A propósito: ninguém jamais chamou Noêmi de "Mara". Sua nora Rute conheceu seu novo marido, um homem rico e poderoso, e ambos tiveram um filho que viria a ser ancestral de Jesus, o Senhor. Mas essa história também não terminou.

Esquecendo-me das coisas que atrás ficam, e avançando para as que estão adiante, prossigo para o alvo pelo prêmio da vocação celestial de Deus em Cristo Jesus. Filipenses 3:13, 14

Tudo muito mais abundantemente além


Deus é poderoso para fazer abundar em vós toda a graça, a fim de que, tendo sempre, em tudo, toda a suficiência, abundeis em toda boa obra. 2 Coríntios 9:8

O prédio no meio do quadro que o Pintor deixou em minha janela se sobressai de um fundo de pinceladas enérgicas e cinzentas que compõem o céu ao fundo. Será um raio de sol que vazou de entre as nuvens? Talvez.

É impressionante como Deus sempre encontra uma brecha para derramar a Sua luz e nos abençoar, ainda que todas as circunstâncias estejam cinzentas e carregadas como as nuvens que antecedem um temporal.

Aí Ele abre seus depósitos de amor e faz com que "toda graça" esteja à nossa disposição. E mais, "em tudo" e com "toda suficiência", para que isso resulte em "toda boa obra", especialmente aquelas que desencadeiem uma torrente de adoração e louvor.

Às vezes fico sem saber exatamente como orar ou o que pedir e passo alguns minutos apenas louvando e adorando a Deus pelo que Ele é. Esgotadas as idéias e sem qualquer imaginação sobre o que ou como pedir, deixo que Ele decida sobre isso. Acho que aprendi que, não importa o que eu peça ou imagine, Ele fará "tudo muito mais abundantemente além daquilo que pedimos ou pensamos, segundo o poder que em nós opera". Efésios 3:20

A eternidade não será capaz de esgotar todo o louvor, gratidão e adoração expressos por aqueles que um dia receberam a maior de todas as dádivas, a vida eterna, e depois passaram o pouco tempo de vida que lhes restava aqui sendo cuidados pelo "Deus de toda consolação". 2 Coríntios 2:3

Quem dirige de madrugada sabe que a hora mais escura não é a noite, mas aquela que antecede a manhã.

A vida no exílio


“Ora, estes são os que vieram a Davi a Ziclague, estando ele ainda tolhido nos seus movimentos por causa de Saul... Estes são os que passaram o Jordão no mês primeiro, quando ele transbordava por todas as suas ribanceiras.” 1 Crônicas 12:15
O quadro em minha janela é triste neste sombrio amanhecer. As luzes da rua refletem no asfalto molhado enquanto a chuva se recompõe para voltar com força total. Choveu a noite toda e as cenas do noticiário na TV mostram cidades alagadas, casas destruídas e vidas perdidas. Muitos lugares se transformaram em um verdadeiro caos. Uma cidade que costumava receber milhares de turistas nesta época do ano está vazia por causa das chuvas. Ninguém quer ir lá.

Fiquem quietos


Moisés, porém, disse ao povo: Não temais; estai quietos, e vede o livramento do Senhor, que Ele hoje vos fará Êxodo 14:13

Os dois quadros são da mesma janela, da mesma paisagem noturna, na mesma hora. No primeiro, a câmera estava em repouso. No segundo, estava agitada como vejo que minha vida às vezes está.

Quando o povo de Deus se viu diante de um problema maior do que podiam resolver, ficaram agitados. Eles tinham sido tirados do Egito pela mão de Deus, mas agora se encontravam entre duas altas montanhas e diante do Mar Vermelho. Um beco geográfico.

Quando olharam para trás, viram a poeira levantada pelo exército de faraó vindo ao seu encalço. Tinham todos os motivos para estarem agitados, nervosos e descrentes de tudo. A visão deles perdeu o foco, a preocupação cresceu. Não é assim que você fica às vezes?

Se não forem os problemas declaradamente insolúveis, são os compromissos da vida e do trabalho que exigem mais do que as 24 horas que temos por dia. Quando a visão perde o foco, Deus nos diz: "Aquietai-vos". Quando o trabalho é demais, Ele convida, "Descansai".

Ao que ele lhes disse: Vinde vós, à parte, para um lugar deserto, e descansai um pouco. Porque eram muitos os que vinham e iam, e não tinham tempo nem para comer. Marcos 6:31

Se minha casa fosse em Marte


Mas a nossa cidade está nos céus, de onde também esperamos o Salvador, o Senhor Jesus Cristo. Filipenses 3:20

O pintor criou uma cena curiosa em Seu quadro em minha janela esta manhã. Por alguns minutos apenas, a luz do sol filtrada pela névoa transformou todo o cenário em uma verdadeira cidade marciana. Então pensei: E seu minha casa fosse em Marte?

Teria saudades de lá, iria querer voltar o mais rápido possível.
Salmos 137:1 "Junto dos rios de Babilônia, ali nos assentamos e choramos, quando nos lembramos de Sião".

Desejaria ir experimentar a nova roupa que ganhei lá.
2 Coríntios 5:4 "Porque também nós, os que estamos neste tabernáculo, gememos carregados; não porque queremos ser despidos, mas revestidos, para que o mortal seja absorvido pela vida."

Viveria preparado para partir a qualquer momento.
Hebreus 10:37 "Porque ainda um pouquinho de tempo, E o que há de vir virá, e não tardará."

Providenciaria a passagem o quanto antes.
Hebreus 3:15 "Enquanto se diz: Hoje, se ouvirdes a sua voz, Não endureçais os vossos corações, como na provocação."

Não teria receio da viagem, pois confiaria no Piloto.
1 Tessalonicenses 4:16 "Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro. "

Não ficaria juntando bagagem desnecessária.
Mateus 6:19 "Não ajunteis tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem tudo consomem, e onde os ladrões minam e roubam."

Procuraria levar apenas o que pudesse despachar.
Mateus 6:20 "Mas ajuntai tesouros no céu, onde nem a traça nem a ferrugem consomem, e onde os ladrões não minam nem roubam."

Estaria sempre em contato com meu lar.
1 Tessalonicensses 5:17 "Orai sem cessar."

Estaria ansioso para ler e ouvir notícias de lá.
Salmos 119:105 "Lâmpada para os meus pés é tua palavra, e luz para o meu caminho."

Procuraria falar sempre meu idioma natal para não me esquecer dele.
Efésios 5:19 "Falando entre vós em salmos, e hinos, e cânticos espirituais; cantando e salmodiando ao Senhor no vosso coração."

Me encontraria regularmente com outros marcianos que encontrasse aqui.
Atos 2:44 "E todos os que criam estavam juntos, e tinham tudo em comum."

Viveria como estrangeiro, de passagem por este planeta.
Hebreus 11:13 "Todos estes morreram na fé, sem terem recebido as promessas; mas vendo-as de longe, e crendo-as e abraçando-as, confessaram que eram estrangeiros e peregrinos na terra."

Usaria aqui só o melhor perfume de lá.
2 Coríntios 2:15 "Porque para Deus somos o bom perfume de Cristo, nos que se salvam e nos que se perdem."

Não me cansaria de falar de Marte a parentes e amigos.
2 Timóteo 4:2 "Que pregues a palavra, instes a tempo e fora de tempo, redarguas, repreendas, exortes, com toda a longanimidade e doutrina."

Insistiria com as pessoas para que também fossem morar lá.
2 Coríntios 5:11 "Assim que, sabendo o temor que se deve ao Senhor, persuadimos os homens à fé."

E você, o que faria se a sua casa fosse no Céu?

Variedade


Todas as coisas foram feitas por intermédio dEle [Jesus], e sem Ele nada do que foi feito se fez. João 1:3

Você está vendo a mesma janela, o mesmo quadro, o mesmo céu. Por mais que eu tente, não consigo tirar duas fotos exatamente iguais em momentos diferentes. O Pintor é extremamente criativo e não gosta de Se repetir. E olhe que isto é apenas uma janela, um quadro, um céu!

A variedade aumenta em proporção ao número de janelas existentes neste planeta. E ainda há mais planetas girando em torno da estrela que chamamos de Sol. Mas não pára aí.

Nosso sistema solar é apenas uma poeira se comparado ao número estimado entre 200 e 400 bilhões de estrelas -- ou sistemas solares -- existentes só na Via Láctea. Quantas janelas, quantos quadros! Sim, a Via Láctea é imensa.

Se você conseguisse uma espaçonave dez vezes mais rápida do que a mais rápida existente, iria viajar um bocado até chegar à estrela mais próxima de nós. A 500 mil quilômetros por hora você levaria 8.200 anos para chegar lá, e ainda assim seria apenas uma visita, a um dos 200 ou 400 bilhões de sóis só desta galáxia. Acho que vai precisar deixar para visitar as outras estrelas mais tarde...

Agora pense que ainda não saímos da Via Láctea, nossa galáxia. Com o telescópio Hubble é possível enxergar 3 mil galáxias, mas o número exato das existentes ninguém sabe. O último cálculo estava em 500 bilhões, cada uma com seus 200 a 400 bilhões de estrelas, cada estrela com uma dúzia ou mais de planetas e é de um deles, com bilhões de janelas, que vejo estes quadros do céu.

E pensar que Deus, o Criador disso tudo, Se fez homem para vir até este mundinho pequenininho salvar pessoas como eu, que queria viver uma vida de rebelião contra Ele. Imagine só, Deus me achou nessa imensidão do Universo e quis me salvar!

De minha janela não posso ver mais que um átomo da imensidão do Universo. Da janela de Deus Ele pode ver cada uma de suas criaturas e é capaz de Se compadecer delas.

Os dois lados da moeda


...para que também possamos consolar. 2 Coríntios 1:3, 4

O quadro em minha janela aparece hoje de duas maneiras: direito e avesso. É claro que você dirá que eu manipulei a foto, que inverti as cores, que decidi mostrar também a imagem em negativo. Sim, foi exatamente essa a intenção. Mas não isso que fazemos o tempo todo?

Refiro-me a olhar as coisas apenas na sua versão negativa. Tribulações, por exemplo, têm sempre dois lados. Sei que fica difícil acreditar nisso na hora da dor de dente, mas pelo menos é assim que o apóstolo Paulo apresenta a coisa toda em 2 Coríntios:

Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai das misericórdias e Deus de toda a consolação, que nos consola em toda a nossa tribulação, para que também possamos consolar os que estiverem em alguma tribulação, pela consolação com que nós mesmos somos consolados por Deus.

Alguém escreveu que "não somos confortados para nos sentirmos confortáveis, mas para confortarmos alguém". Foi o que Paulo quis dizer. É inevitável passarmos por tribulações, mas o que fazemos com elas? Emolduramos o negativo daquilo que Deus permite em nossa vida, penduramos seu resultado sinistro na parede da sala e passamos o resto da vida remoendo a dor?

Ou saímos a procurar por alguém que esteja passando por tribulação semelhante para servirmos de consoladores? É tudo uma questão de atitude.

Deus nos consola em toda tribulação na mesma medida com que somos atribulados. Nuvens carregadas podem produzir raios e chuva. Ambos têm grande poder de destruição, causando incêndios e inundações.

Todavia, juntos eles mais ajudam do que atrapalham: Os raios quebram as moléculas de nitrogênio e oxigênio na atmosfera produzindo o óxido de nitrogênio que é trazido pela chuva fertilizando o solo. Sem qualquer um deles a vida não seria a mesma.

Se elementos da natureza podem trazer bênçãos para a vida na terra, o que dizer daquilo que Deus permite que passemos aqui? Afinal, sem a morte de Cristo não haveria ressurreição. Sem o Seu sacrifício não haveria expiação ou retirada de pecados. Se não fossem pelas dificuldades aqui em baixo, será que alguém iria querer olhar para o alto?

De onde vem sua energia?


Sem mim nada podeis fazer. João 15:5

Os grandes transformadores que vejo de minha janela deixam muito claro que toda a energia elétrica que facilita minha vida chega até mim por esses fios. Eu não gero minha própria energia.

Da mesma forma, se hoje estou vivo é pelo poder de Deus, que me dá vida. E se tenho hoje meu destino eterno traçado, também é pelo poder de Deus, que ressuscitou a Cristo. Sim, aquele mesmo Jesus que me substituiu na cruz, levando sobre o Seu corpo o meu pecado e recebendo a paga devida pelos meus atos. Mas não pára aí.

Tudo o que sou e tenho só é possível pelo poder, misericórdia e graça de Deus. Nada é meu e nada consegui sozinho. Seria tão insano achar que poderia existir e funcionar sem Deus, como considerar que meu chuveiro elétrico seria capaz de funcionar sem a eletricidade que chega pelos fios.

Ok, sua casa tem aquecedor solar ou a gás? Então agradeça a quem criou o Sol ou o gás. Mas vamos ao meu assunto, que é o Ano Novo. Você fez planos, projetos, promessas etc., correto?

"Eia agora vós, que dizeis: Hoje, ou amanhã, iremos a tal cidade, e lá passaremos um ano, e contrataremos, e ganharemos; digo-vos que não sabeis o que acontecerá amanhã. Porque, que é a vossa vida? É um vapor que aparece por um pouco, e depois se desvanece. Em lugar do que devíeis dizer: Se o Senhor quiser, e se vivermos, faremos isto ou aquilo". Tiago 4:13

Precisa dizer mais? Não precisa, mas você não pensou que eu fosse parar aqui, pensou? Então vou acrescentar algo para o caso de não ter deixado claro o que aconteceu há dois mil anos.

Para que a energia que chega em meu apartamento seja útil, ela precisa ser transformada. Seria um desastre ligar meu liquidificador numa tomada de 11 mil volts. O transformador faz esse meio-de-campo.

Há 2 mil anos Alguém precisou ficar entre mim e Deus quando toda a carga do juízo divino desceu dos céus, a mesma que no futuro voltará a cair, então sobre quem não creu. Há 2 mil anos Cristo a recebeu sobre Si, Ele foi esse anteparo, para não permitir que, no futuro, eu venha a ser consumido.

É a fé nEle e nessa obra "o fio" que agora me liga a Deus. Hoje apenas os benefícios daquela obra chegam até mim e, porque Cristo vive, posso crer em um Feliz Ano Novo para este ou qualquer um dos próximos, porque sempre haverá um céu esperando por mim. Não é uma perspectiva agradável a você? Bem, então o único "céu" que lhe resta é aqui.

Se a retrospectiva do ano que passou que você viu na TV não foi nem um pouco feliz, o que o faz pensar que uma perspectiva limitada a esta vida seria?

Ano Novo


Os reis da terra se levantam e os governos consultam juntamente contra o SENHOR e contra o seu ungido, dizendo: Rompamos as Suas ataduras, e sacudamos de nós as Suas cordas. Aquele que habita nos céus Se rirá; o Senhor zombará deles. Salmos 2:2-4
O quadro em minha janela hoje é meio high-tech: uma antena parabólica. Não posso ver, mas deduzo que a antena esteja apontando diretamente para um satélite a centenas de quilômetros no espaço.

Não tenho como comprovar a existência do satélite, pois não tenho o equipamento necessário e nem saberia utilizá-lo E mesmo que soubesse, não conseguiria ver o satélite. Teria que crer no equipamento.

Muitas coisas na vida são assim, acreditamos sem uma comprovação efetiva. Deus, por exemplo. Mas o ser humano nasce em estado de rebelião contra Deus e O vê como um estraga prazeres. O que fazer? Uma é viver sem dar a mínima para Deus e pagar para ver as conseqüências disso. Outra é negar Sua existência.

De uma forma ou de outra, o que o ser humano quer mesmo é se livrar de Deus, romper as ataduras de responsabilidade e sacudir as cordas que Ele, em Sua Palavra, chama de "laços de amor".

"Atraí-os com cordas humanas, com laços de amor, e fui para eles como os que tiram o jugo de sobre as suas queixadas, e lhes dei mantimento". Oséias 11:4

Recebi de alguém uma mensagem mais ou menos assim: "Por ser ateu convicto, obviamente não enviei uma mensagem de Feliz Natal. Mas agora não posso deixar de enviar meus votos de um Feliz Ano Novo".

Na mesma hora me lembrei de um episódio ocorrido em um restaurante da Rússia na época do comunismo. Um jornalista cristão do ocidente almoçava com uma autoridade russa e o assunto era Jesus. O russo, obviamente, negava veementemente que Jesus tivesse existido.

-- Então por que todos os dias o Pravda publica que Jesus existiu? -- rebateu o jornalista, apontando para a data do jornal sobre a mesa.

Assim é com o ateu desejando um feliz ano novo. Ano? Que ano mesmo?

Postagens populares