Uma janela para o passado

"Ponde, pois, estas minhas palavras no vosso coração e na vossa alma; atá-las-eis por sinal na vossa mão, e elas vos serão por frontais entre os vossos olhos; e ensiná-las-eis a vossos filhos, falando delas sentados em vossas casas e andando pelo caminho, ao deitar-vos e ao levantar-vos". Deuteronômio 11:18-19


Ontem foi Dia dos Pais e aparentemente Deus queria que eu olhasse através de outra janela: uma janela do tempo para enxergar o passado. Ao fazer uma limpeza em minha estante, encontrei uma velha Bíblia que pertenceu à minha mãe. Não que a edição fosse tão antiga assim. É uma Bíblia na versão Ave Maria, edição Claretiana de 1981, mas está num estado lamentável, de tanto que meus pais leram o livro.

Eles tinham outras Bíblias, mas pelo jeito era essa a que mais gostavam de ler, como você pode ver da foto. Meu pai, que gostava de consertar as coisas, deve ter consertado a capa com o que tinha à mão: fita isolante!!!

Foi nesta velha e desgastada Bíblia que encontrei um cartãozinho. Como foi que nunca reparei nele? Provavelmente porque nunca tinha folheado a Bíblia que estava entre as coisas que minha mãe deixou quando mudou-se para o céu em 2005. O cartãozinho foi dado por mim a meu pai quando eu tinha 4 anos de idade. Era justamente uma mensagem para os Dia dos Pais.


Nem preciso dizer que, chorão do jeito que sou, quase acrescentei algumas manchinhas às já manchadas páginas da Bíblia. Provavelmente foi minha irmã mais velha quem escreveu o cartãozinho, pois eu só fui alfabetizado quando tinha 7 anos. Quer presente melhor do que este, justo no Dia dos Pais?! Deus é um Deus que se importa com as pequenas coisas, por isso me levou a abrir uma janela no tempo e encheu meu coração de boas recordações.

Postagens populares